São Paulo terá jardim botânico municipal

Acordo de cooperação assinado hoje pela prefeita de São Paulo, Marta Suplicy (PT), e pelo prefeito de Genebra, Manuel Tornare, fará com que a capital paulista ganhe um jardim botânico municipal, além de um escola de hotelaria para formar jovens carentes.O jardim botânico, segundo informou a secretária do Verde e Meio Ambiente, Stela Goldenstein, será implantado na zona Sul da cidade, na Área de Proteção Ambiental (APA) Capivari-Monos. ?O ar que respiramos em Genebra também vem do Brasil. Por isso, é importante que nós colaboremos na área ambiental?, disse o prefeito de Genebra. A parceira assinada entre os dois governantes, segundo Marta, é resultado de sua viagem a Genebra em maio do ano passado. Além da cooperação firmada para a implantação do Jardim Botânico, o prefeito suíço se comprometeu a construir, a exemplo do que já fez no Rio de Janeiro, uma escola de hotelaria em São Paulo. O objetivo é que por ano 2 mil jovens carentes sejam formados pela escola. ?A rede hoteleira de São Paulo é grande e parte dela é de propriedade de empresários da Suíça. Desta maneira, os jovens formados poderão ser mais facilmente empregados?, disse Tornare.O prefeito de Genebra também fechou acordo para colaborar com a Prefeitura paulistana na área da educação, realizando convênios educacionais também dirigidos às creches municipais. Outro setor beneficiado com o acordo entre as duas cidades é o da energia, segundo disse Marta. Ela afirmou que pretende aplicar em São Paulo medidas em vigor em Genebra e que representam um consumo de energia 30% menor.

Agencia Estado,

05 de fevereiro de 2002 | 15h39

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.