Sapos explosivos intrigam cientistas na Alemanha

Mais de 1.000 sapos incharam e explodiram num lago de Hamburgo nas últimas semanas, e os cientistas ainda não encontraram uma causa para o fenômeno, informam autoridades. A água do lago e restos mortais dos sapos já foram testados, mas os cientistas não conseguiram encontrar uma bactéria ou vírus que pudesse levar os anfíbios a inchar até estourar, disse Janne Kloepper, do Instituto de Higiene e Ambiente de Hamburgo."É totalmente estranho", disse ela. "Esse fenômeno parece não ter acontecido antes em nenhum outro lugar". Os sapos do lago no bairro de Altona começaram a estourar no início do mês, inchando como balões antes da explosão.

Agencia Estado,

27 de abril de 2005 | 13h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.