Satélite CBERS 2 inicia operações em território brasileiro

A partir desta sexta-feira, o satélite CBERS 2, construído em uma parceria entre Brasil e China, começa a ser operado em território brasileiro. O controle será feito por uma equipe de dez funcionários do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), em São José dos Campos, no Vale do Paraíba (SP). O CBERS está em órbita desde agosto do ano passado e o Brasil será responsável por ele nos próximos oito meses. Do Centro de Controle de Satélites, o satélite passará por correções precisas a cada duas horas. "Vamos ser responsáveis por mantê-lo na órbita correta. Este controle precisa ser rígido para que as imagens captadas sejam perfeitas", afirmou o coordenador do programa Jânio Kono. Esta não é a primeira vez que o País está no controle do satélite. Quando o CBERS 1 esteve em órbita - de 1999 a 2003 - o Brasil também ficou responsável pelo controle durante um período semelhante a este. Os satélites CBERS-1 e CBERS-2 fazem parte do Sistema Brasileiro de Coleta de Dados Ambientais e fornecem dados ambientais diários coletados nas diferentes regiões do território nacional. As imagens são usadas para o controle do desmatamento e queimadas na Amazônia Legal até o monitoramento de recursos hídricos, áreas agrícolas, crescimento urbano e ocupação do solo. A terceira versão do CBERS está prevista para ser lançada em 2007.

Agencia Estado,

23 de julho de 2004 | 02h27

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.