ESA
ESA

Satélite europeu que explorará exoplanetas, Cheops será lançado em dezembro

Telescópio estudará exoplanetas por meio da alteração lumínica que produzem ao passar na frente das estrelas que orbitam

Redação, O Estado de S.Paulo

17 de setembro de 2019 | 06h50

GENEBRA - O satélite Cheops, da Agência Espacial Europeia (ESA, na sigla em inglês), que explorará exoplanetas, será lançado em meados de dezembro na Guiana Francesa e começará suas observações em abril.

O lançamento estava previsto para outubro ou novembro, mas a nova data foi revelada nesta segunda-feira, 16, pela cientista Kate Isaak, uma das responsáveis da missão, durante um encontro de planetólogos europeus e americanos realizado em Genebra, na Suíça.

O satélite, majoritariamente de fabricação espanhola, está em Madri, na Espanha, onde "a calibragem dos instrumentos já terminou, as simulações e testes estão em curso e o programa científico está na fase final", segundo Isaak.

O Cheops é um telescópio espacial que estudará exoplanetas por meio da alteração lumínica que produzem ao passar na frente das estrelas que orbitam (o chamado trânsito planetário).

Outro responsável pelo projeto, Willy Benz, da Universidade de Berna, explicou que o objetivo de Cheops (acrônimo em inglês para Satélite Caracterizador de Exoplanetas) não é tanto descobrir novos planetas longe do Sistema Solar, mas saber mais sobre os mais de 4 mil já conhecidos.

"Nos interessa mais saber do que são feitos e qual é a sua temperatura, assim como a composição de sua atmosfera, se possuem luas próprias ou anéis como os de Saturno", disse.

Cheops será o primeiro de um projeto da ESA para o estudo de exoplanetas, que continuará com o lançamento de outras duas sondas, Plato e Ariel, no fim da próxima década. /EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.