Satélite pode cair e atingir a América do Norte, dizem militares

Norte-americanos já elaboram planos para lidar com possível queda, que deve ocorrer entre fevereiro e março

Associated Press,

30 de janeiro de 2008 | 15h07

Os militares norte-americanos começaram a desenvolver planos para lidar com a possível queda de um satélite na Terra entre o fim de fevereiro e o início de março. O equipamento poderia atingir a América do Norte.   Segundo o general Gene Renuart, alguns pedaços do satélite não explodirão quando o veículo entrar na atmosfera terrestre e irão atingir o chão. "Nós estamos cientes de que o satélite tem um tamanho substancial e de que há a possibilidade de atingir a Terra", disse o general.   Renuart ainda afirmou que, devido à possibilidade de o satélite atingir a América do Norte, as autoridades do México e Canadá também devem se preocupar.   Um militar norte-americano afirmou que o satélite é designado pelos militares como US 193 e que o veículo foi lançado em dezembro de 2006, mas perdeu força e não pode mais ser controlado.   Segundo o militar, que não quis se identificar, o satélite carrega um secreto e sofisticado sensor de imagens.   Agências militares norte-americanas estão realizando análises para determinar quais pedaços teriam mais chances de passar intactos pela atmosfera e, conseqüentemente, atingir o solo.   O general disse, no entanto, que não tem como determinar onde e quando o veículo atingirá a terra. Segundo ele, só será possível precisar tais informações quando o satélite já estiver se movendo na atmosfera.

Tudo o que sabemos sobre:
Satélite

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.