Satélite revela rachaduras de água no solo de Marte

Faixas encontradas no solo são sinal de correntes subterrâneas de água no passado do planeta

da Redação,

25 de setembro de 2008 | 19h50

A sonda orbital Mars Reconnaissance Orbiter, da Nasa, revelou pequenas fraturas  expostas no solo marciano que, bilhões de anos atrás, dirigiu fluxos de água pelo arenito subterrâneo do planeta.   Pesquisadores usaram imagens da câmera de alta resolução da sonda. Fotos de depósitos de rocha em camadas na região equatorial de Marte revelam aglomerações de fraturas de um tipo chamado faixas de deformação,  causadas por tensões abaixo da superfície em rochas porosas.   "Água subterrânea flui com freqüência ao longo de fraturas assim, e essas faixas de deformação ajudam a entender como o 'encanamento' subterrâneo pode ter operado nesses depósitos em camadas", disse o geólogo Chris Okubo, do U.S. Geological Survey.   Efeitos visíveis da água na cor e na textura da rocha ao longo das fraturas são evidência de que água fluiu por elas em abundância, diz Okubo, que é co-autor de um artigo sobre as observações publicado online no Geological Society of America Bulletin.  

Tudo o que sabemos sobre:
martemronasa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.