Satélites da Rússia e dos EUA colidem no espaço

Um satélite norte-americano de comunicações de propriedade privada bateu em um satélite russo desativado na primeira colisão deste tipo no espaço, disse um porta-voz militar dos Estados Unidos na quarta-feira. A colisão, que aconteceu na terça-feira, envolveu um satélite da empresa privada Iridium Satellite e um satélite russo de comunicações que estava fora de operação, disse o tenente-coronel da Força Aérea Les Kodlick, do Comando Estratégico dos EUA. "Acreditamos que foi a primeira vez que dois satélites colidiram em órbita", afirmou. O comando do Centro de Operações Espaciais Conjuntas está rastreando entre 500 e 600 pedaços de destroços dos satélites, alguns de cerca de 10 centímetros, segundo Kodlick. Ele acrescentou que a colisão aconteceu a cerca de 780 quilômetros de altura, patamar onde geralmente estão os satélites que monitoram o clima e realizam serviços de comunicação telefônica. "É uma órbita muito importante para vários satélites", disse. A Estação Espacial Internacional voa em uma altitude baixa e a principal prioridade do comando é evitar colisões. (Reportagem de Jim Wolf)

REUTERS

11 de fevereiro de 2009 | 23h02

Tudo o que sabemos sobre:
CIENCIASATELITESBATEM*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.