Sebrae-SP e Amankay lançam Guia do Presente Solidário

DivulgaçãoO Sebrae-SP e o Instituto de Estudos e Pesquisas Amankay lançam hoje, em São Paulo, o ?Guia do Presente Solidário?, uma publicação que promove artesanato de qualidade, produzido de forma sustentável por comunidades tradicionais, extrativistas ou indígenas ou por cooperativas urbanas de reciclagem e inserção social de jovens carentes e portadores de deficiências. O objetivo é incentivar empresários a adotar o artesanato como alternativa de presente ou brinde, em datas especiais, com a expectativa de transformar iniciativas socioambientais em negócios, com potencial para assegurar o desenvolvimento regional.?Através de um gesto muito simples, que é escolher um presente artesanal para dar aos amigos ou fornecedores, o empresário colabora com o desenvolvimento destas instituições e garante tanto a oportunidade da sua empresa como das comunidades, de exercerem um papel social e ambiental?, observa Guida Amaral, do Amankay, responsável pela edição do guia, cuja inspiração nasceu da solicitação de sugestões, feita por um amigo empresário. ?Como o Amankay é uma organização não governamental, que trabalha com informação, temos muito contato com cooperativas e instituições e víamos que muitas conseguiam a proeza de se organizar em torno de projetos de geração de renda, fazer produtos lindos, alguns com apoio de designers, com nota fiscal e tudo, mas com grande dificuldade para vender. Então surgiu a idéia de montar uma vitrine para estes produtos, que é o guia?.Nas 216 páginas da publicação, desfila uma grande variedade de produtos feitos com materiais reciclados, brinquedos, cerâmicas, cestaria, barcos, roupas de mesa e banho, objetos de decoração, jogos, utensílios domésticos, papelaria, móveis, redes, vestuário e velas. São retratados 57 grupos de artesãos, de origem bem diversificada: Rio de Janeiro, interior e litoral de São Paulo, Vale do Jequitinhonha e interior de Minas Gerais, agreste e litoral da Bahia, sertão e ilhas do Piauí e demais estados nordestinos, Amazonas, Pará e Maranhão.Todas as indicações incluem fotos, referências à comunidade responsável pelo artesanato, capacidade de produção, preços, região e condições de distribuição, além de nomes e endereços para contato, como convém a um guia. A primeira edição, patrocinada pelo Sebrae-SP, será distribuída gratuitamente e já conta com uma versão virtual, no site www.sebaresp.com.br. Informações e solicitações podem ser feitas através do email artesanato@sebaresp.com.br.

Agencia Estado,

03 de abril de 2003 | 11h54

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.