Secretário paulista integra lista de ação pelo clima

O secretário do Meio Ambiente do Estado de São Paulo, José Goldemberg, foi escolhido pela revista Business Week como um dos indivíduos que mais atuam no mundo para conter a emissão de gases que provocam o efeito estufa. Ele está em sétimo lugar de uma lista de 20 pessoas, encabeçada pelo primeiro-ministro britânico, Tony Blair, e é o único latino-americano."Não fui consultado nem costumo ler a Business Week. Soube durante um jantar em Montreal com o secretário de Meio Ambiente da Califórnia, Alan Lloyd. Lá, entrei no site e vi meu nome", conta.Goldemberg foi escolhido por ser, segundo a revista, "o pai do maior investimento de um país em biodiesel, principalmente metanol. Além de manter fora da atmosfera cerca de 500 milhões de toneladas métricas de gases do efeito estufa, o programa de biocombustível reduziu a importação de petróleo pelo Brasil e sua dívida externa em quase 50%".O "pai" do Proálcool é, na verdade, o também físico José Walter Bautista Vidal, que foi secretário de Tecnologia Industrial do governo Geisel. Goldemberg, por sua vez, é um grande defensor do projeto.A lista contém alguns personagens estranhos ao círculo ambientalista. Um exemplo é o presidente da British Petroleum, uma das maiores produtoras mundiais de petróleo, um dos mais graves inimigos do efeito estufa. John Browne, segundo a revista, estabeleceu metas de redução da emissão de gases pela empresa em 1997, seis meses antes de nascer o Protocolo de Kyoto.Atrás dele, aparece o ator Arnold Schwarzenegger, atual governador da Califórnia, por ter criado programas rígidos de controle de poluentes em seu Estado, mesmo sendo republicano como o presidente George Bush, que não assinou o Protocolo de Kyoto.  mudanças climáticas

Agencia Estado,

12 de dezembro de 2005 | 12h26

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.