Seminário lembra os 15 anos da morte de Chico Mendes

Os 15 anos de morte do líder seringueiro Chico Mendes serão lembrados amanhã num seminário que discute a questão ambiental no espaço Sesc do Flamengo, na Rua Marquês de Abrantes, 99. O evento será aberto às 14 h pela ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, e pelo governador do Acre, Jorge Viana. Segundo a coordenadora do espaço Sesc, Graça Salgado, o evento é uma homenagem a Chico Mendes e uma mostra de que as idéias defendidas por ele permanecem vivas. Ela informou que serão realizadas duas mesas redondas em que diversos temas ambientais serão debatidos. Graça Salgado disse ainda que durante o evento será inaugurada uma exposição sobre a vida do seringueiro e lançado o livro "Chico Mendes, Crime e Castigo", do jornalista e escritor Zuenir Ventura. Chico Mendes foi assassinado na porta de sua casa, em Xapuri, no Acre, em 22 de dezembro de 1988. As informações são da Agência Brasil.

Agencia Estado,

07 de dezembro de 2003 | 18h11

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.