Senado dos EUA pede medidas contra efeito estufa

O Senado americano, que examina uma reforma na política energética dos Estados Unidos, pediu ao governo federal que apresente um plano de combate ao efeito estufa que vá além de simples propostas.Os senadores modificaram um projeto de reforma da política energética para pedir um plano de luta contra o efeito estufa que "não provoque danos econômicos significativos", mas que "inclua medidas obrigatórias".Por outro lado, rejeitaram na quarta-feira (por 60 votos a 38) uma emenda que fixava a redução dos gases responsáveis pelo efeito estufa até 2010 aos níveis de 2000.Na terça-feira, o Senado aprovou por ampla maioria uma lei que promove a redução voluntária pelas indústrias americanas da emissão de gases a partir da queima de combustível, seguindo a orientação da administração de George W. Bush.Após sua chegada ao poder, em 2001, Bush rejeitou o Protocolo de Kyoto, que fixa objetivos de redução das emissões de gases responsáveis pelo efeito estufa e o aquecimento global.O Senado agregou várias medidas de defesa do meio ambiente durante o exame da reforma energética, já votada, em uma versão diferente, pela Câmara de Representantes. As duas Casas devem chegar a um acordo sobre um texto comum antes de Bush promulgar a reforma energética, proposta há quatro anos.  mudanças climáticas

Agencia Estado,

23 de junho de 2005 | 10h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.