Senadores pressionam Bush por células embrionárias

A maioria dos senadores americanos assinou um documento que será encaminhado ao presidente George W. Bush pedindo que o governo reveja a restrição de financiamento para pesquisas com células-tronco embrionárias. Os políticos defendem que o país está "perdendo terreno numa área capaz de reduzir o sofrimento de milhões de americanos".Um porta-voz da Casa Branca disse que o documento não é suficiente para mudar a posição do governo, adotada em 2001.Bush vem enfrentando pressão crescente, inclusive dos republicanos. Nancy Reagan, ex-primeira dama dos Estados Unidos, é a mais nova adversária da política de Bush para as pesquisas com células-tronco embrionárias. Seu marido, Ronald Reagen, sofre de sofre de Alzheimer e, segundo Nancy, a doença o arrastou para ?um lugar distante? da realidade.Em abril, 206 membros da Câmara assinaram uma carta pedindo a Bush que autorize o governo a financiar estudos com embriões não aproveitados. Um deles é o deputado republicano Dana Rohrabacher, que era contrário às pesquisas. Seu porta-voz disse que o deputado foi persuadido pelas histórias dos pacientes.

Agencia Estado,

02 de junho de 2004 | 16h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.