Seqüência de tremores pós-tsunami pode durar anos

O terremoto que provocou a tsunami responsável por cerca de 150 mil mortes no Sudeste Asiático pode ter marcado o início da intensificação da atividade sísmica terrestre. Seqüência semelhante ocorreu entre 1952 e 1964, quando foram registrados quatro terremotos maiores do que o de agora.A afirmação é de Vasile Marza, do Observatório Sismológico da Universidade de Brasília (UnB).?Nos últimos dez dias, as estações sismográficas localizadas no sul da Ásia podem ter registrado milhares de atividades sísmicas com magnitude entre um e sete pontos na escala Richter. As atividades pós-abalos vão diminuindo com o tempo, mas podem seguir até por anos, dependendo da intensidade do tremor principal?, disse ele.De acordo com Marza, o terremoto próximo à Ilha de Sumatra atingiu nove pontos na escala Richter e gerou uma energia equivalente a 32,4 mil bombas atômicas como a jogada sobre a cidade de Hiroshima.?Entre três e quatro minutos, gerou uma energia equivalente a quatro anos e meio da produção da usina hidrelétrica de Itaipu.?Tremores de menor intensidade costumam ocorrer não apenas depois, mas também antes de um forte terremoto. Isso poderia ter sido utilizado para alertar as autoridades dos países afetados. Há diversos outros fatores de alerta, segundo o pesquisador da UnB, como o comportamento anormal de animais ou mudanças em campos geomagnéticos.?A China é o país que alcançou o maior sucesso no que diz respeito à prevenção de terremotos. Em fevereiro de 1975, o sistema de prevenção daquele país previu um abalo de 7,3 pontos e esvaziou a área de risco. Conseguiu-se evitar a morte de 200 mil pessoas na cidade de Haicheng.?

Agencia Estado,

10 de janeiro de 2005 | 12h22

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.