Sete homens são presos cortando palmito em reserva

Sete homens foram presos hoje quando extraíam ilegalmente palmito no Parque Estadual de Jurupará, no município de Piedade, região de Sorocaba (SP). Eles tinham montado um acampamento no interior da reserva de Mata Atlântica e improvisaram uma pequena "fábrica" para cozinhar e embalar o palmito. Foram apreendidos 220 vidros do produto embalado, o que equivale à derrubada de pelo menos 200 palmeiras juçaras.O grupo estava há dois dias no interior da mata, onde a espécie, cortada indiscriminadamente, já se tornou rara. Ao serem cercados pela Polícia Ambiental, não opuseram resistência. Também foram apreendidos foices e facões usados para o corte das árvores. Por causa do risco de botulismo, doença provocada pela toxina de uma bactéria, o palmito apreendido deverá ser descartado. Os palmiteiros foram autuados em flagrante por crime ambiental na Delegacia de Polícia de Piedade.

Agencia Estado,

17 de outubro de 2002 | 19h13

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.