Sistema brasileiro de inteligência artificial será apresentado na França

O sistema de inteligência artificial criado por brasileiros para o Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) ? chamado de Olimpo ? foi selecionado para uma apresentação num restrito evento internacional, em Angers, na França. O Olimpo foi desenvolvido por uma equipe multidisciplinar de inteligência artificial da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e do Instituto Jurídico de Inteligência e Sistemas (Ijuris), e selecionado num universo de 762 outros trabalhos, de todas as partes do mundo, pelo comitê científico da 5ª Conferência Internacional de Sistemas de Informação de Empresas (Iceis), a ser realizada em abril deste ano. O comitê científico é composto por 218 avaliadores. Fazem parte da equipe brasileira os pesquisadores Hugo Hoeschl, Tânia Cristina Bueno, André Bortolon, Eduardo Mattos, Marcelo Ribeiro e Ricardo Miranda Barcia. A metodologia por eles empregada chama-se Pesquisa Contextual Estruturada e usa um sistema de extração de informação de textos combinado com a técnica de inteligência artificial conhecida como raciocínio baseado em casos (RBC). Permite fazer buscas rápidas em textos de documentos com base no conhecimento e não apenas em palavras-chave.Isso quer dizer que mesmo que o documento não contenha a palavra digitada na pergunta feita pelo usuário, a busca será feita, com base no conceito contido naquela palavra ou em idéias semelhantes a ela. Na fase de pesquisa do Olimpo foram indexadas desta forma 300 resoluções da ONU, disponíveis na Internet. A equipe também produziu uma tabela comparativa da performance do banco de dados da própria ONU e do Sistema Olimpo, que demonstrou ser mais preciso e ofereceu mais opções de pesquisa.De acordo com Hugo Hoeschl, coordenador do trabalho, ?é estratégico o Brasil ser detentor de uma tecnologia tão forte, com denso reconhecimento internacional, desenvolvida especialmente para ser aplicada em segurança?. A rapidez e precisão do sistema de busca ?é importante para todos os organismos da ONU e fornecerá significativos benefícios para a solução de conflitos internacionais?. O desenvolvimento do Olimpo foi inspirado no Sistema JurisConsulto, de autoria da mesma equipe. O JurisConsulto é um sistema baseado em casos, que auxilia os profissionais do Direito a utilizar as fontes de pesquisa jurídica (Jurisprudência) de uma forma mais eficiente, através da recuperação de informações numa ampla e distribuída base de dados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.