Sonda da Nasa visita Mercúrio pela primeira vez em 30 anos

A passagem da Mariner 10, nos anos 70, gerou dados a respeito de menos da metade da superfície do planeta

Associated Press,

14 de janeiro de 2008 | 18h56

A sonda Messenger, da Nasa, tornou-se, nesta segunda-feira, 14, a primeira nave a passar pelas imediações do planeta Mercúrio desde meados dos anos 70. A Messenger passou a 200 km da superfície do planeta, o mais próximo do Sol, na primeira de três passagens previstas para estabilizar a nave em órbita, dentro de três anos.   Dentro de algumas semanas, serão divulgadas imagens feitas durante a passagem desta segunda. "Estamos esperando algumas surpresas", disse a cientista Faith Vilas, que trabalha com a sonda. Pesquisadores esperam que os dados obtidos na passagem ajudem a solucionar enigmas sobre a origem do planeta, seu campo magnético, atmosfera e o que esses dados podem representar para a Terra.   Mercúrio é "esquisito", disse o principal pesquisador da sonda, Sean Solomon. O planeta fica tão perto do Sol que suas temperaturas variam em 490º C no equador, entre dia e noite. Mas também há sinais de gelo nos pólos.   Entre os mistérios de Mercúrio está o campo magnético do planeta, descoberto pela Mariner 10, nos anos 70. Cientistas acreditavam que, por conta do pequeno tamanho, Mercúrio não teria mais um núcleo fundido, a explicação mais comum para a presença de um campo.   A passagem da Mariner 10 gerou dados a respeito de menos da metade da superfície do planeta. "Provavelmente, a primeira coisa que a maioria de nós quer ver é como são os outros 55% de Mercúrio", disse Vilas.

Tudo o que sabemos sobre:
nasamerúciomessenger

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.