Japan Aerospace Exploration Agency / AP
Japan Aerospace Exploration Agency / AP

Sonda espacial retorna à Terra após visitar asteroide

Japonesa Hayabusa, em órbita desde 2003, pode ter trazido as primeiras amostras de pó de asteroide obtidas pelo homem

AP,

13 Junho 2010 | 17h30

Um clarão sobre o interior remoto e semiárido da Austrália, conhecido como "Outback", marcou neste domingo, 13, o retorno à Terra de uma sonda espacial japonesa que os cientistas esperam que traga as primeiras amostras de pó de asteroide nunca antes coletadas, que poderão oferecer informações sobre a origem do sistema solar.

 

Após viajar 4 bilhões de milhas (6 bilhões de quilômetros) ao longo de sete anos, a sonda Hayabusa entrou em combustão ao entrar na atmosfera, mas somente após expelir uma cápsula que deve conter o pó de asteroide, informou a Agência Japonesa de Exploração Aeroespacial.

 

A cápsula caiu de paraquedas na Área Proibida Woomera, uma remota zona militar a cerca de 300 milhas (485 quilômetros) ao noroeste de Adelaide, capital da cidade mais populosa do Estado da Austrália Meridional.

 

Os cientistas irão coletar a cápsula na próxima segunda-feira, 14, de manhã e a colocarão em um recipiente lacrado, que será enviada em seguida ao Japão para ser estudada.

 

Hayabusa, projeto lançado em 2003, aterrissou no asteroide em 2005 e se espera que tenha coletado amostras do material de sua superfície que poderão fornecer pistas sobre a formação e evolução do sistema solar.

 

Os cientistas esperam estudar como e quando o asteroide se formou, suas propriedades físicas, com quais outros corpos espaciais ele poder ter tido contato e como foi afetado pelo vento e radiações solares.

 

Hayabusa iria retornar à Terra inicialmente em 2007, mas uma série de falhas técnicas - incluindo a deterioração de seus motores iônicos, problemas com os lemes de controle e com as baterias - fizeram com que se perdesse a oportunidade de regresso à órbita terrestre, até este ano.

O vídeo abaixo, feito a bordo de um avião da Nasa, msotra a reentrada da sonda na atmosfera terrestre:

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.