Sonda japonesa está perto de missão histórica

A sonda japonesa Hayabusa está a 20 quilômetros de atingir seu objetivo: o asteróide Itokawa, de 690 metros de extensão, que está a 290 milhões de quilômetros da Terra, numa região entre nosso planeta e Marte.Se for bem sucedida, a Hayabusa será a primeira espaçonave a trazer para a Terra material bruto de um asteróide, parte dos restos primitivos deixados para trás na formação do Sistema Solar.Em novembro será realizada a parte mais difícil da missão: a sonda Hayabusa vai realizar uma manobra cautelosa para chegar a poucos metros do asteróide e então lançar um projétil pesando cerca de cinco gramas em sua superfície, a uma velocidade de 300 metros por segundo, cerca de 1.080 quilômetros por hora.Se a aritmética estiver certa e a sorte estiver do lado da Hayabusa, uma pequena explosão vai lançar o material bruto do asteróide para um funil delgado, direto para a sonda. O projétil vai liberar pequenos materiais explosivos em três partes diferentes do asteróide, com cada amostra sendo armazenada com cuidado a bordo da sonda.A Hayabusa vai lançar também um pequeno robô, do tamanho de uma lata de alumínio, chamado Minerva, que por dois dias vai vasculhar a superfície do asteróide, fazendo fotografias e medindo sua temperatura.Em junho de 2007 a preciosa carga da sonda Hayabusa, de apenas 100 miligramas, vai pousar na Austrália.Nota do Editor: Este texto foi alterado em 14/09/05 para correção da velocidade (em km/h) da sonda e do asteróide

Agencia Estado,

13 de setembro de 2005 | 18h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.