Sonda Phoenix consegue recolher amostra de solo congelado

A Phoenix sofreu um curto-circuito em um de seus fornos, e a próxima amostra analisada poderá ser a última

Carlos Orsi, do estadao.com.br, com agências internacionais,

16 de julho de 2008 | 17h40

Uma lima elétrica, montada na parte de trás da pá do braço-robô da sonda Phoenix, que pousou em maio na região ártica de Marte, conseguiu perfurar o solo congelado e soltou material que já foi depositado na pá, informa a Nasa. Imagens recebidas de Marte nesta quarta-feira, 16, mostram que o material se modificou nas horas depois da coleta.   A manobra foi um teste para a coleta de material que será colocado em um dos fornos da sonda, que aquecerá a amostra para analisar os gases emitidos, em busca de água e matéria orgânica.   De acordo com a nota da Nasa, cientistas acreditam que conseguirão manobrar o braço para conduzir as raspas de gelo marciano ao forno antes que o material sublime - passe diretamente do estado sólido para o gasoso.   A Phoenix sofreu um curto-circuito, semanas atrás, em um de seus fornos. Pesquisadores temem que outra falha elétrica venha a inutilizar o equipamento, e a alternativa encontrada foi acelerar a missão, passando por cima dos planos de uma série lenta e gradual de experimentos com os fornos e indo direto à análise de raspas de solo congelado.   A sonda deverá continuar a alargar a vala apelidada de "Branca de Neve", e a  remover mais raspas de solo congelado, numa série de testes que precederá o recolhimento da amostra que será realmente analisada.

Tudo o que sabemos sobre:
phoenixmartenasa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.