Sonda resiste a impacto e continua operando em Titã

A sonda européia Huygens pousou sem maiores danos na superfície da lua Titã e superou as expectativas dos cientistas. Cinco horas após a entrada na atmosfera do satélite de Satuno, a sonda continuava enviando dados.Oficialmente, a Agência Espacial Européia (ESA) previa que a Huygens funcionaria por apenas três minutos após tocar a superfície desconhecida de Titã. Isso porque não se podia prever o efeito do impacto final, e o artefato corria o risco de se espatifar numa rocha ou submergir em líquido.Segundo engenheiros do centro de controle da ESA em Darmstadt, às 13h10 de Brasília a Huygens continuava enviando informações coletadas na atmosfera de Titã, provando que resistiu tanto ao atrito aéreo quanto ao impacto na superfície, que estava previsto para as 10h34 de Brasília.

Agencia Estado,

14 de janeiro de 2005 | 14h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.