Shamil Zhumatov/AP
Shamil Zhumatov/AP

Soyuz TMA-19, com 3 tripulantes a bordo, aterrissa no Casaquistão

Nave russa trouxe de volta da ISS um cosmonauta russo e dois astronautas americanos

Efe

26 Novembro 2010 | 06h25

MOSCOU - A nave Soyuz TMA-19, com o russo Fiódor Yurchikhin e os americanos Douglas Wheelock e Shannon Walker a bordo, aterrissou nesta sexta-feira, 26, sem contratempos nas estepes do Casaquistão, informou o Centro de Controle de Voos Espaciais (CCVE) da Rússia.

Veja também:

linkSonda detecta atmosfera de oxigênio e CO2 em lua de Saturno 

linkCortes orçamentários nos EUA ameaçam empresas espaciais 

 

A nave aterrissou, como estava previsto, quilômetros ao norte da cidade de Arkalyk, indicou um porta-voz do CCVE à agência oficial russa "Itar-Tass"

 

Os três tripulantes da Soyuz, que permaneceram mais de cinco meses na Estação Espacial Internacional (ISS, pela sigla em inglês) "se encontram bem", informou o canal de notícias russo "Rossía-24".

 

Inicialmente, o retorno da nave estava previsto para 30 de novembro, mas foi antecipado em quatro dias porque o Casaquistão fechou seu espaço aéreo por ocasião da cúpula da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa, na cidade de Astana, na próxima semana.

 

No laboratório orbital permanecem o novo comandante da Expedição 26, o astronauta da Nasa Scott Kelly, e os engenheiros de voo russos Aleksandr Kaleri e Oleg Skrípochka.

 

Os três irão tripular a Soyuz TMA-20, com lançamento previsto para 15 de dezembro, a partir da base de Baikonur (Casaquistão).

Mais conteúdo sobre:
SoyuzastronomiaISS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.