<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1659995760901982&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

SRTB tem 1,6 mil pedidos em 7 meses

Desde sua criação, em novembro de 2004, o Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas (SBRT), que oferece gratuitamente soluções tecnológicas a empresas de todos os estados, já recebeu 1,6 mil solicitações de micros e pequenos empresários brasileiros.A maioria dos pedidos partiu de empreendedores originários de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro. ?Desse total, 70% das solicitações já foram respondidas?, disse o coordenador do Disque Tecnologia da Universidade de São Paulo, Eduardo José Siqueira Barbosa, à Agência FAPESP. ?O número de solicitações foi muito superior ao que esperávamos receber no início do projeto. A grande demanda revela que esse serviço de informações técnicas é de grande utilidade pública.?De acordo com um balanço feito pelo Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict), entidade participante do serviço, as empresas do Sudeste participaram com 53% dos pedidos, enquanto que o Nordeste representou 12%, o Norte 5%, o Sul 18% e o Centro-Oeste 12%.O levantamento mostra que os assuntos em pauta são amplos e diversificados. As perguntas vão desde serviços industriais, alimentos e bebidas até questões sobre máquinas e equipamentos. Porém, a pesquisa do Ibict constatou que a maior demanda, ou 30% do volume total de respostas técnicas, está nas questões ligadas à agricultura e à pecuária.O funcionamento do serviço é relativamente simples: as perguntas elaboradas pelos usuários são armazenadas em site na internet para que, em seguida, possam ser encaminhadas para especialistas nos departamentos específicos das instituições conveniadas. A previsão é que um parecer inicial seja fornecido em até oito dias úteis.A SBRT funciona a partir de convênios com as seguintes instituições: Disque Tecnologia da USP, Centro de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico da Universidade de Brasília (CDT/UnB), Fundação Centro Tecnológico de Minas Gerais (Cetec), Rede de Tecnologia do Rio de Janeiro (Redetec), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai/RS), Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar), Rede de Tecnologia da Bahia (Retec) e Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).Cada resposta é feita sob medida, considerando todas as particularidades do empresário. As informações são depois publicadas no site para acesso público. ?Já contamos com cerca de 700 respostas publicadas e que podem ser consultadas livremente por outras empresas?, conta Barbosa. Mais informações: .

Agencia Estado,

21 de junho de 2005 | 16h39

Selecione uma opção abaixo para continuar lendo a notícia:
Já é assinante Estadão? Entrar
ou
Não é assinante?
Escolha o melhor plano para você:
Sem compromisso, cancele quando quiser
Digital Básica
R$
0, 99
/ mês
No primeiro mês
R$ 8,90/mês a partir do segundo mês
  • Portal Estadão.
  • Aplicativo sem propaganda.
Digital Completa
R$
0, 99
/ mês
No primeiro mês
R$ 18,90/mês a partir do segundo mês
Benefícios Digital Básica +
  • Acervo Estadão 146 anos de história.
  • Réplica digital do jornal impresso.
Impresso + Digital
R$
20, 90
/ mês
No primeiro ano
R$ 56,90/mês a partir do segundo ano
Benefícios Digital Completa +
  • Jornal impresso aos finais de semana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.