<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1659995760901982&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Stephen Hawking revê sua teoria do buraco negro

Depois de quase 30 anos argumentando que nada pode escapar de um buraco negro, o físico britânico Stephen Hawking anunciou ter chegado a uma solução para um famoso paradoxo envolvendo estes corpos celestes - solução que aparentemente permite uma fuga da informação aprisionada no buraco negro, informa o website da revista NewScientist.O chamado Paradoxo da Informação Buraco Negro surgiu a partir das teorias do próprio Hawking. Nos anos 70, ele calculou que os buracos negros evaporam, emitindo o que ficou conhecido como ?radiação de Hawking?. Essa radiação não transmite informação, e uma vez que a evaporação se complete, toda a informação antes contida naquela região do espaço deixa de existir. No entanto, a destruição total da informação viola outras leis da Física.Agora, parece que Hawking descobriu uma resposta: ele fez um pedido de última hora para apresentar resultados a respeito na 17ª Conferência Internacional sobre Relatividade Geral e Gravitação, que ocorrerá em Dublin, Irlanda. Segundo Curt Cutler, um dos organizadores da conferência, Hawking ?mandou um bilhete dizendo ?resolvi o paradoxo da informação do buraco negro??, de acordo com a NewScientist.

Agencia Estado,

14 de julho de 2004 | 18h30

Selecione uma opção abaixo para continuar lendo a notícia:
Já é assinante Estadão? Entrar
ou
Não é assinante?
Escolha o melhor plano para você:
Sem compromisso, cancele quando quiser
Digital Básica
R$
0, 99
/ mês
No primeiro mês
R$ 9,90/mês a partir do segundo mês
  • Portal Estadão.
  • Aplicativo sem propaganda.
Digital Completa
R$
1, 90
/ mês
No primeiro mês
R$ 19,90/mês a partir do segundo mês
Benefícios Digital Básica +
  • Acervo Estadão 146 anos de história.
  • Réplica digital do jornal impresso.
Impresso + Digital
R$
22, 90
/ mês
No primeiro ano
R$ 56,90/mês a partir do segundo ano
Benefícios Digital Completa +
  • Jornal impresso aos finais de semana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.