Sul tem melhores índices de crianças de 6 a 14 anos na escola, mas alta evasão

Bons resultados de presença não se refletem no desempenho escolar, aponto Censo de 2010 do IBGE

Luciana Nunes Leal , O Estado de S. Paulo

19 Dezembro 2012 | 10h13

A Região Sul, que tem os melhores índices de presença de crianças de 6 a 14 anos na escola (apenas 2,5% da população nesta faixa etária está fora das salas de aula), não repete o bom desempenho na escolaridade dos adolescentes. Entre meninos e meninas de 15 a 17 anos do Sul, 18,7% não estudam, pior índice do País, igual ao da Região Norte.  Os dados são do Censo de 2010 do IBGE e foram divulgados nesta quarta-feira, 19.
 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.