Taiwan confirma caso de gripe aviária em barco

A Comissão de Agricultura de Taiwan informou nesta quinta-feira que um carregamento de 1.500 aves interceptado pela guarda costeira em 14 de outubro deu positivo ao vírus H5N1 da gripe aviária. As aves eram transportadas por uma embarcação de carga com bandeira panamenha proveniente da China, segundo a comissão, e todos os animais, que entrariam no país como contrabando, foram sacrificados.Taiwan tinha se livrado por enquanto da presença desta doença que causou a morte de 41 pessoas no Vietnã, 13 na Tailândia - a última anunciada nesta quinta-feira por seu primeiro ministro -, 4 no Camboja e 3 na Indonésia.A Comissão de Agricultura considera que caso não pode ser classificado como interno e computado como o primeiro daquele país. As autoridades asseguram que a ilha permanece livre da doença.Um porta-voz da Direção de Saúde disse que os 24 tripulantes da embarcação já deixaram Taiwan e que as 40 pessoas que entraram em contato com os marinheiros e a carga foram colocadas em observação, embora todos eles estejam em bom estado de saúde.O governo ofereceu uma recompensa de US$ 600 mil a quem informar sobre casos de contrabando de aves e pediu à população e às empresas que cooperem, denunciando. Na quarta-feira foi lançada uma campanha de prevenção com orçamento especial de US$ 597 milhões.O Ministério da Saúde de Taiwan entrou em contato com a farmacêutica suíça Roche para que a empresa permita a fabricação do antiviral Tamiflu na ilha, um medicamento usado no tratamento da gripe comum que teve resultados promissores em alguns casos de gripe aviária.   leia mais sobre gripe aviária

Agencia Estado,

20 de outubro de 2005 | 11h53

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.