Tamareira cresce a partir de semente de 2 mil anos

Cientistas israelenses anunciaram terem conseguido cultivar uma tamareira a partir de uma semente de 2 mil anos de idade. O grão foi um de vários encontrados durante uma escavação no antigo monte fortificado de Masada.Os pesquisadores acreditam que esta é a semente mais antiga a ter germinado. A planta, agora com quase 30 centímetros, foi batizada de Matusalém, em homenagem à figura bíblica que teria vivido quase mil anos.MedicinalA tamareira descende de uma variedade que foi extinta na Idade Média e era conhecida por suas poderosas propriedades medicinais."As tâmaras eram amplamente usadas naquela época contra infecções e até tumores", disse Sarah Sallon, cientista do Centro de Pesquisas em Medicina Natural Louis Borick, de Jerusalém, onde foi desenvolvido o projeto."Acreditamos que as plantas medicinais do passado podem nos trazer os remédios do futuro."Os pesquisadores israelenses esperam ainda que a árvore revele segredos de seu passado.

Agencia Estado,

13 de junho de 2005 | 11h41

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.