Técnica de controle de células-tronco pode ter sido encontrada

Segundo estudo, cientistas canadenses conseguiram controlar processo chave de especialização das células

Efe

07 de agosto de 2008 | 15h16

Cientistas canadenses descobriram uma técnica que pode permitir controlar o desenvolvimento diferenciado das células-tronco, o que pode levar à utilização destas células para gerar órgãos para transplantes. Veja também:Entenda o uso das células-tronco  A equipe das médicas Cheryle Seguin e Janet Rossant do Hospital para Crianças Doentes de Toronto publicou os resultados da pesquisa na revista médica Stem Cell, que circula nesta quinta-feira, 7. Os pesquisadores disseram que, embora as células-tronco tenham potencial para se transformar em um dos mais de 200 tipos de células que formam o organismo humano - osso, músculo, pele, sangue, etc.-, um dos maiores problemas dos cientistas é a incapacidade de controlar o processo de diferenciação. "Nossa colocação foi basicamente explorar os próprios mecanismos internos para guiar a diferenciação como conjunto da população de células", disse Seguin, a investigadora principal do estudo. "Ao manipular a expressão dos fatores de transcrição - como se comunica a informação genética dentro da célula -, fomos capazes de compreender como influir na mesma essência da determinação do destino da célula", acrescentou a especialista. Os pesquisadores se concentraram na produção de células da endoderme jovens a partir de células-tronco embrionárias. As células endodérmicas são as precursoras de órgãos como os tratos respiratório e digestivo, pulmões, fígado e pâncreas. Os pesquisadores advertiram de que a descoberta não significa que as células-tronco já possam ser usadas em pacientes humanos, mas destacaram que "é um grande passo no processo".

Tudo o que sabemos sobre:
ciênciacélulas-tronco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.