Telescópio espacial Hubble localiza galáxias nunca antes vistas

Nova câmera instalada no telescópio permitiu captar imagens de galáxias 13 bilhões anos luz distantes da Terra

AP,

09 Dezembro 2009 | 09h37

Imagem captada pelo telescópio espacial Hubble de galáxias 13 bilhões anos luz distantes da Terra

 

WASHINGTON - O telescópio espacial Hubble encontrou as mais antigas galáxias já registradas, informou nesta terça-feira, 8, a Nasa, a Agência Espacial dos Estados Unidos. Uma nova câmera instalada no semestre passado no Hubble capturou imagens de milhares de galáxias jamais vistas, formadas 600 milhões de anos após o 'Big Bang'.

 

As galáxias estão a cerca de 13 bilhões de anos luz distantes. Cada ano luz representa algo em torno de 9,6 trilhões de quilômetros de distância da Terra.

 

A imagem foi captada em uma região do espaço que o Hubble está monitorando desde 2004. Desde a instalação da nova câmera, o telescópio orbital conseguiu observar regiões mais distantes do universo, localizando galáxias jamais vistas.

 

A nova câmera foi instalada em maio pela Nasa, em uma operação que envolveu a caminhada espacial de astronautas, que fizeram as instalações e repararam equipamentos do telescópio.

 

O Hubble faz parte de um projeto cooperativo entre a Nasa e a Agência Espacial da Europa.

Mais conteúdo sobre:
Hubble telescopio Nasa galaxias

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.