Telescópios da Nasa captam choque de duas galáxias

Processo de colisão alimenta gigantesco buraco negro com gases e poeira cósmica, diz a agência

Efe,

11 Dezembro 2009 | 14h52

Foto da colisão das duas galáxias foi conseguida por meio de uma justaposição de várias imagens  

 

WASHINGTON - Os telescópios espaciais da Nasa captaram a imagem do choque de duas galáxias que giram em torno de um buraco negro, informou nesta quinta-feira, 10, a agência americana em sua página na internet. A foto da colisão, conseguida por meio de uma justaposição das imagens transmitidas pelos observatórios, mostra o momento do choque das galáxias "NGC 6872" e "IC 4970".

 

Veja também:

linkTelescópio europeu capta imagens inéditas da Via Láctea

linkHubble localiza galáxias nunca antes vistas 

 

As imagens em raios X do observatório Chandra figuram em cor púrpura. Já as infravermelhas do telescópio Spitzer estão em vermelho, e as do Observatório Europeu Austral, no Chile, podem ser vistas em vermelho, verde e azul.

 

Segundo o relatório da Nasa, IC 4970, que é a galáxia menor na parte superior da imagem, contém um buraco negro envolto por gás e poeira cósmica invisíveis para um telescópio óptico. No entanto, os raios X e infravermelhos conseguem ultrapassar essa barreira cósmica e detectar a luz que gera o material que finalmente é tragado pelo buraco negro (que na imagem se vê como um ponto de luz brilhante).

 

Estas duas galáxias estão no processo de colisão e a força gravitacional de IC 4970 provavelmente absorveu parte da grande reserva de gases frios da NGC 6872 que alimentam o gigantesco buraco negro, informou a Nasa.

Mais conteúdo sobre:
NASA choque galaxias

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.