Telescópios localizam ´sistemas solares´ em formação

Os telescópios Hubble e Spitzer localizaram conjuntos de estrelas e discos de pó e gás que estão formando sistemas parecidos com o Sistema Solar. É a imagem mais clara e precisa já obtida das fases iniciais da formação de planetas, segundo o Laboratório de Propulsão a Jato (JPL) da Nasa.O Hubble descobriu a estrela central, parecida com o Sol, que pode ter de 50 a 250 milhões de anos, e o Spitzer, focalizou uma grande nuvem de poeira cósmica, composta de meteoritos e gases, a 88 anos-luz da Terra. Estes são os elementos que, associados, permitem o nascimento de planetas, segundo cientistas.Segundo David Ardila, diretor do estudo e astrônomo da Universidade Johns Hopkins, este conjunto é maduro o suficiente para estar formando planetas como Júpiter, um gigante de gás, mas ainda jovem para ser capaz de formar um planeta como a Terra."Estamos vendo imagens prováveis do que foi o Sistema Solar no passado", disse Ardila.As imagens feitas pelo Spitzer revelaram naquele conjunto seis estrelas como o Sol, com discos de poeira e gás girando em torno. São estrelas com aproximadamente 4 bilhões de anos de idade, quase tão maduras quanto o Sol.Os discos são 100 vezes menos espessos do que aqueles que costumam circundar uma estrela jovem, o que indica, segundo os cientistas, um processo mais avançado de formação do sistema. A tendência é que os discos fiquem progressivamente mais finos e ralos, até que sobrem apenas os planetas em torno de cada estrela.

Agencia Estado,

10 de dezembro de 2004 | 12h17

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.