Temporão diz que vai entregar a Dilma plano contra 'epidemia de obesidade'

Ministro não informou a data da entrega, mas ressaltou que o problema precisa ser enfrentado com seriedade

Agência Brasil,

14 Dezembro 2010 | 12h11

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, afirmou nesta terça-feira, 14, que vai entregar à presidenta eleita, Dilma Rousseff, um plano de enfrentamento do que chamou de epidemia de obesidade no Brasil. A declaração foi feita durante o lançamento da pesquisa Saúde Brasil 2009.

 

Veja também:

linkMortes por diabete crescem 10% em 11 anos no Brasil

link Pesquisa revela que cesarianas aumentaram quase 10% de 2000 a 2007

linkMortes causadas por doenças crônicas diminuem 17% entre 1996 e 2007

 

Temporão não informou a data da entrega, apenas ressaltou que o problema precisa ser enfrentado com seriedade e que o documento deve chegar às mãos de Dilma nos próximos dias. O ministro destacou que o país enfrenta uma transição de padrão alimentar, com alto consumo de alimentos ricos em gordura e sedentarismo, o que leva ao aumento da obesidade e do sobrepeso.

 

"Estamos sentados em cima de uma bomba-relógio que vai se mostrar em 20 anos", disse. O diretor do Departamento de Análise de Situação de Saúde, Otaliba Libânio, informou que a pasta encomendou um plano focado em ações de prevenção e de promoção da atividade física e da alimentação saudável.

 

"É um plano bastante abrangente, com um conjunto de ações para conseguir impacto e redução. A responsabilidade das ações não vai se restringir ao Ministério da Saúde", disse. A intervenção, segundo ele, será "de governo", envolvendo diversas pastas como a do Esporte e a da Educação.

Mais conteúdo sobre:
Saúde Brasil 2009obesidade

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.