Termina limpeza das praias atingidas por óleo em Ubatuba

Cerca de 50 homens da Defesa Civil e da Petrobras terminaram, na tarde desta segunda-feira, a limpeza da Praia da Lagoa, em Ubatuba, no litoral norte paulista. A praia e outros quatro trechos, entre eles a Ilha do Mar Virado, foram atingidos pelo óleo que vazou de um navio petroleiro, durante o transporte do produto, na última terça-feira, em São Sebastião. A informação é da Defesa Civil de Ubatuba.Segundo o órgão municipal, nos próximos dias a Petrobras vai continuar a monitorar a água do mar para saber se há contaminação.Na base do Instituto de Pesca do Estado, em Ubatuba, a oceanógrafa Valéria Gelli informou que o óleo atingiu também sementes de mariscos (mexilhões) no banco natural da Praia da Ponta Aguda. ?O petróleo contamina os mariscos que têm entre 2 e 4 centímetros, prejudicando a reprodução dos animais e muitas vezes os levando à morte.?A especialista não soube informar quantas sementes de mexilhão tiveram que ser descartadas por causa da contaminação. Até o final da tarde desta segunda-feira, a Cetesb (Companhia de Tecnologia e Saneamento Ambiental) não havia divulgado o valor da multa ao Terminal Marítimo ?Almirante Barroso? da Petrobras, em São Sebastião.

Agencia Estado,

09 de junho de 2003 | 19h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.