<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1659995760901982&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Teste para comprovar clonagem é suspenso

O jornalista freelance que afirmou que supervisionaria os testes de DNA para provar se o primeiro clone humano foi realmente produzido afirmou hoje que estava suspendendo seus esforços, ao menos por enquanto.Os testes foram proibidos pelos pais do bebê, de acordo com a Clonaid, a empresa que, no dia 27 de dezembro, afirmou ter feito a clonagem. A Clonaid foi fundada pela seita religiosa raeliana, a qual acredita que seres espaciais criaram a vida na Terra. A seita reconhece que seriam necessários testes de DNA para dar credibilidade à sua afirmação. Em declaração, Michael Guillen, ex-editor de Ciência da emissora de tevê ABC, afirmou ter reunido especialistas para fazer o trabalho, mas suspendeu os esforços hoje de manhã."A equipe de cientistas não teve acesso à suposta família e, portanto, não pode verificar a afirmação de que um bebê humano foi clonado", afirmou Guillen. "Em outras palavras, ainda é perfeitamente possível que o anúncio da Clonaid seja parte de um complô com a intenção de trazer publicidade para a seita raeliana", declarou o jornalista.

Agencia Estado,

06 de janeiro de 2003 | 18h49

Selecione uma opção abaixo para continuar lendo a notícia:
Já é assinante Estadão? Entrar
ou
Não é assinante?
Escolha o melhor plano para você:
Sem compromisso, cancele quando quiser
Digital Básica
R$
4, 90
/ mês
Nos três primeiros meses
R$ 9,90/mês a partir do quarto mês
  • Portal Estadão.
  • Aplicativo sem propaganda.
Digital Completa
R$
1, 90
/ mês
Nos três primeiros meses
R$ 19,90/mês a partir do quarto mês
Benefícios Digital Básica +
  • Acervo Estadão 146 anos de história.
  • Réplica digital do jornal impresso.
Impresso + Digital + Voucher R$50 Centauro
R$
22, 90
/ mês
No primeiro ano
R$ 56,90/mês a partir do segundo ano
Benefícios Digital Completa +
  • Jornal impresso aos finais de semana.
  • Voucher de R$50,00 na Centauro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.