Torcedores ficam mais violentos nas vitórias

Para evitar arruaças e violências de torcedores após os jogos, a polícia deve se preocupar muito mais com os vencedores do que com os perdedores, sugere um estudo britânico. Os frustrados e revoltados causam menos danos do que os eufóricos, pelo menos em Gales.Pesquisadores da Universidade de Cardiff constataram que os atendimentos médicos de emergência relacionados a violência cresceram nos dias de jogos em que as equipes locais de futebol e rugbi saíram vencedores. E nos dias seguintes também.Os registros abrangem um período de sete anos e 106 jogos. Não importa se a vitória ocorria em casa ou fora: na média, foram 33,5 atendimentos de emergência no dia do jogo e no dia seguinte. Quando os times locais perdiam, a média de atendimentos era de 25,4."Níveis de autoconfiança, determinação ou patriotismo que devem se elevar após uma vitória são fatores importantes", escreveram os autores do estudo, V. Sivarajasingam, S. Moore e J.P. Shepherd, na revista especializada Injury Prevention."A vitória traz a comemoração, um componente-chave para o consumo de álcool, e gera a formação de turmas de indivíduos alcoolizados, entre os quais os conflitos físicos ficam mais prováveis."

Agencia Estado,

12 de abril de 2005 | 12h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.