Trem descarrila e joga óleo diesel em rio

Cinco vagões de um trem que transportava 1.670 toneladas de óleo diesel da Refinaria Planalto, em Paulínia, na Grande São Paulo, para Campo Grande (MS) descarrilharam na madrugada deste domingo em Sorocaba.Dois vagões-tanques tombaram fora da pista e a carga de um deles vazou. Os 55 mil litros de óleo escorreram pelas bocas de lobo do sistema de drenagem da ferrovia e foram parar no Rio Sorocaba. Parte do óleo foi contida em barragens instaladas pela Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb).O rio abastece o Parque São Bento, em Sorocaba, e cidades localizadas abaixo do local da contaminação, como Cerquilho e Laranjal Paulista. Técnicos da Cetesb asseguraram que os sistemas de abastecimento não correm risco.Até a tarde deste domingo, não havia sido constatada mortandade de peixes. As causas do acidente, ocorrido no quilômetro 104 da linha-tronco da Ferrovias Bandeirantes S/A (Ferroban), próximo do centro de Sorocaba, ainda estão sendo apuradas.Segundo o diretor de operações da ferrovia, João Gouveia Ferrão Neto, as condições da linha eram boas, e a composição, com três locomotivas e 24 vagões, transitava em velocidade compatível com o trecho. Ele acredita que pode ter ocorrido falha mecânica em algum dos vagões que descarrilaram.O barulho causado pelo acidente acordou os moradores do bairro Rio Acima. Segundo Ferrão Neto, o óleo vazou porque um dos tanques se partiu. Os outros resistiram ao impacto. A Cetesb foi comunicada logo em seguida. Os técnicos chegaram a tempo de conter parte do óleo que era despejado no rio.A prefeitura e o Serviço Autônomo de Água e Esgotos (SAAE) também foram comunicados do acidente. A Ferroban contratou duas empresas especializadas em remoção de produtos químicos. A terra impregnada de óleo no local do vazamento também será removida. O trabalho de descontaminação deve durar uma semana.No início da tarde, 120 homens trabalhavam no local. Eram usados cinco caminhões-bomba para retirar o óleo retido nas barrerias instaladas no rio. O tráfego de trens ficou interrompido das 2 horas da madrugada, horário do acidente, até o meio-dia, quando uma das linhas foi liberada. A Ferroban será multada pela Cetesb por causar dano ambiental. O valor da multa não foi definido.

Agencia Estado,

08 de setembro de 2002 | 22h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.