Três milhões paulistas se deslocam de cidade para trabalhar

Quase 17% dos moradores do Estado levavam mais de uma hora para chegar ao trabalho diariamente; no Brasil, mais de 10 milhões trabalham em um município e moram em outro

Luciana Nunes Leal e Wilson Tosta, do Rio,

27 Abril 2012 | 10h00

 Quase 12% da população brasileira ocupada em 2010 trabalhava em município diferente daquele em que morava - e praticamente um em cada três brasileiros nesta situação (29,6%, ao todo 3.011.645 de trabalhadores) morava no Estado de São Paulo, segundo aponta o Censo 2010.

 

A pesquisa constatou que quase 17% (16,83%) dos moradores do Estado levavam mais de uma hora para chegar ao trabalho diariamente. Em todo o País, eram 10.177.154 milhões de pessoas que trabalhavam em cidade diferente daquela em que tinham moradia. Também se destacou na Região Sudeste o Estado do Rio de Janeiro, com 1,2 milhão de pessoas (12% do total nacional) trabalhando em município diverso daquele em que morava. No Nordeste, Bahia (443 mil pessoas) e Pernambuco (557 mil) estavam no mesmo caso. No Rio Grande do Sul , eram 652 mil (6,4% do total nacional), e no Paraná, 594 mil (5,8%). Em Goiás, eram 451 mil, e no Pará, 196 mil.

"Nas Unidades da Federação com a presença de grandes manchas urbanas contínuas e densamente ocupadas, o tempo de deslocamento para o trabalho superior a uma hora acontecia, principalmente, nos Estados de São Paulo e Rio de Janeiro, atingindo um total de 428 mil e 229 mil trabalhadores, respectivamente", afirma o texto.

Mais conteúdo sobre:
Censo IBGE trabalho municípios deslocamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.