<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1659995760901982&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Tsunami causou mais prejuízo em locais devastados

As áreas com danos ambientais maiores sofreram mais com o tsunami, revelou um relatório divulgado nesta terça-feira na reunião do Conselho de Governo do Programa da ONU para o Meio Ambiente (Pnuma). O estudo alerta que é importante levar isto em conta na hora de reconstruir os países devastados pelo maremoto.De acordo com o relatório, grande parte dos parques de Yala e Buldala foram preservadas porque a vegetação litoral e as dunas pararam totalmente o tsunami. Já no caso da Somália, a devastação foi muito maior. O maremoto atingiu 650 quilômetros de litoral porque, de acordo com o relatório, os mangues tinham sido cortados para usar a lenha ou como material de construção.Segundo a agência EFE, o relatório "Depois do Tsunami" afirma que há muito o que se aprender para a reconstrução dos países atingidos pelo maremoto. O documento atenta para a importância do reflorestamento do litoral para que as árvores sirvam de barreiras para os futuros maremotos.

Agencia Estado,

23 de fevereiro de 2005 | 09h30

Selecione uma opção abaixo para continuar lendo a notícia:
Já é assinante Estadão? Entrar
ou
Não é assinante?
Escolha o melhor plano para você:
Sem compromisso, cancele quando quiser
Digital Básica
R$
0, 99
/ mês
No primeiro mês
R$ 9,90/mês a partir do segundo mês
  • Portal Estadão.
  • Aplicativo sem propaganda.
Digital Completa
R$
1, 90
/ mês
No primeiro mês
R$ 19,90/mês a partir do segundo mês
Benefícios Digital Básica +
  • Acervo Estadão 146 anos de história.
  • Réplica digital do jornal impresso.
Impresso + Digital
R$
22, 90
/ mês
No primeiro ano
R$ 56,90/mês a partir do segundo ano
Benefícios Digital Completa +
  • Jornal impresso aos finais de semana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.