AP
AP

Túmulo intocado de 4 mil anos é descoberto em Belém

Trabalhadores reformando uma casa encontraram um buraco que levava à tumba do período cananeu

AP,

23 de junho de 2009 | 16h29

Trabalhadores reformando uma casa na cidade onde, segundo a tradição cristã, nasceu Jesus, acidentalmente encontraram um antigo túmulo intocado, contendo potes de argila, pratos, contas e os esqueletos de dois humanos, disse uma autoridade palestina em antiguidades nesta terça-feira, 23.

 

A tumba, de quatro mil anos, fornece uma visão de como eram os costumes funerários dos habitantes da área durante o período cananeu, disse Mohammed Ghayyada, diretor do Ministério Palestino de Turismo e Antiguidades.

 

Trabalhadores em uma casa próxima à Basílica da Natividade encontraram um buraco que levava ao túmulo, que estava aproximadamente um metro abaixo do solo, disse. Eles contataram as autoridades, que fotografaram o achado antes de remover seu conteúdo.

 

Eles dataram o túmulo no início da Era do Bronze, entre 1900 a.C e 2.200 a.C.

 

O arqueólogo e historiador Stephen Pfann chamou a descoberta de "uma importante referência para a vida no período cananeu", acrescentando que daria uma visão de como era a área antes da época dos patriarcas bíblicos.

 

Embora muitos artefatos da época já sejam conhecidos, túmulos intactos são raros devido à pilhagem, disse.

Tudo o que sabemos sobre:
arqueologiaBelém

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.