Tutancâmon apreciava vinho tinto, dizem cientistas

O faraó egípcio Tutancâmon era um consumidor de vinho tinto, dizem cientistas espanhóis. A descoberta foi feita depois que a equipe de pesquisadores desenvolveu uma técnica para determinar a cor do vinho que foi enterrado junto com o jovem faraó.Tutancâmon, assim como outros faraós, foi enterrado com centenas de objetos e pertences, inclusive jarras de vinho. No entanto, ao longo das centenas de anos o vinho contido nas jarras evaporou completamente, deixando apenas alguns resquícios.Os egípcios eram grandes apreciadores de vinho e as jarras eram marcadas com a proveniência do vinho e dados dos produtos. Porém, não havia detalhes sobre o tipo de vinho produzido.

Agencia Estado,

27 de outubro de 2005 | 11h58

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.