UE poderá ter centro de pesquisa sobre mudança climática

Projeto apresentado pela França inclui uma estação de monitoramento espacial para assuntos de segurança

Efe

21 de julho de 2008 | 16h28

A ministra de Pesquisa e Educação Superior francesa, Valérie Précresse, propôs aos países da UE e da Agência Espacial Européia (ESA) a criação de um centro de pesquisa sobre a mudança climática e de uma estação de monitoramento espacial para assuntos de segurança.   Segundo a ministra da França, país que ocupa a Presidência rotativa da União Européia (UE), a Europa está em "um momento-chave" no desenvolvimento da política espacial.   A afirmação é similar a que Précresse havia feito antes da reunião que começou nesta segunda-feira, 21, entre os ministros da UE responsáveis pelo espaço, para avançar no objetivo de uma política espacial européia.   Sobre esta reunião informal, que é preparatória para o Conselho da UE de ministros do espaço, que será realizada em setembro, em Bruxelas, a ministra francesa se mostrou convencida de que o encontro "oferecerá a possibilidade de levar uma política espacial audaz, autônoma e coerente".   Sobre o centro de pesquisa sobre a mudança climática, a França propõe que sirva para fornecer dados e para a prestação de serviços aos cientistas para simulações digitais.   Além disso, a França propõe a criação, neste mesmo âmbito ambiental, de uma rede européia de referência para a mudança climática, para elaborar relatórios sobre o tema em nível regional e sub-regional.   Na reunião, Précresse também apresentará aos ministros europeus a proposta de criação de uma estação espacial européia de monitoração, que garanta a segurança na Europa, tanto em assuntos de Defesa e segurança militar, como de proteção cidadã frente a possíveis ameaças derivadas do lixo espacial.

Tudo o que sabemos sobre:
aquecimento globalUE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.