Michael Sohn/AP
Michael Sohn/AP

Urso polar Knut morre aos 4 anos

Causa da morte ainda não são claras, diz funcionário do zoológico

estadao.com.br, com agências,

19 Março 2011 | 12h41

O urso polar Knut morreu neste sábado de causas ainda desconhecidas, anunciou o zoológico de Berlim, onde ele vivia.

Heiner Kloes, funcionário que cuidava do urso e porta-voz do zoológico, disse à agência de notícias DPA que Knut foi encontrado morto boiando na água da grande piscina do recinto onde vivia.

Kloes afirmou que Knut estava sozinho no recinto e que as causas da morte ainda não são claras. O funcionário disse que vai conduzir um exame na segunda-feira para determiná-la.

 

As três ursas polares que faziam companhia a Knut desde o ano passado – sua mãe, Tosca, e as outras ursas Nancy e Katjuscha – haviam sido retiradas do local pouco tempo antes. A jovem ursa Gianna, que havia sido escolhida como possível companheira de Knut, havia retornado recentemente ao zoológico de Munique, também na Alemanha, depois que a tentativa de acasalá-los havia falhado.

Knut, que fez 4 anos no dia 5 de dezembro, ficou famoso depois de ser rejeitado pela sua mãe logo após o nascimento. Knut foi o primeiro urso polar a nascer no zoológico de Berlim em 30 anos.

 

Ele nasceu com 800 gramas, e foi criado de perto por um ano pelo criador do zoológico Thomas Dörflen, falecido em setembro de 2008 aos 44 anos. As imagens do urso com Dörflein percorreram o mundo e fizeram as visitas ao zoológio dispararem, além de render direitos e imagem para os criadores. Atualmente Knut pesava mais 200 quilos. (Com AP e EFE)

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.