Uruguai aprova casamento gay

Casais homossexuais estrangeiros também poderão ir ao país para oficializar união

10 Abril 2013 | 21h03

A Câmara de Deputados do Uruguai aprovou na noite desta quarta-feira, 10, o casamento gay no país. A proposta, que já havia passada pelo Senado, teve o aval de 71 dos 92 deputados. Agora, o projeto será encaminhado ao presidente Jose Mujica, que deverá sancionar a lei nos próximos dias.

Com a aprovação, o Uruguai passa a ser o terceiro país das Américas a legalizar o casamento homossexual – Argentina e Canadá também já adotaram medidas similares. De acordo com os prazos fixados no projeto, os primeiros casamentos entre pessoas do mesmo sexo poderão ser feitos já em julho deste ano.

As regras retiram a necessidade de se identificar “marido” e “mulher” nos registros de casamento, tratando os noivos apenas como “partes contratantes”. Além disso, ela permite que casais estrangeiros se casem no Uruguai com base nas novas regras e que qualquer tipo de casal adote filhos ou faça fertilização in-vitro.

As informações são do jornal uruguaio El País e da agência de notícias AP. Mais informações em instantes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.