Usina do Rio vai gerar energia a partir do lodo do esgoto

A Secretaria de Energia, Indústria Naval e Petróleo e a Companhia de Água e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae) assinaram na semana passada acordo de cooperação técnica para a instalação de uma usina piloto de geração de energia a partir do lodo de esgoto. O projeto custará US$ 2 milhões e contará com recursos da UTE Norte Fluminense. A unidade piloto será instalada na Estação de Tratamento da Penha, no Rio, e deverá entrar em funcionamento dentro de nove meses. Ela vai operar de forma experimental por 24 meses e deverá gerar 1 megawatt de energia.Com este projeto, a UTE vai se beneficiar de um programa que concede um diferimento do Imposto sonbre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para usinas termelétricas que se instalem no Estado e invistam em projetos que utilizem fontes alternativas de energia. A Secretaria de Energia, Indústria Naval e Petróleo do Rio informou que a tecnologia utilizada na usina permitirá a instalação de novos geradores para ampliar a sua capacidade, depois dos 24 meses de operação experimental.

Agencia Estado,

26 de dezembro de 2002 | 18h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.