USP de Ribeirão terá primeiro posto de biodiesel do País

O campus da Universidade de São Paulo (USP) em Ribeirão Preto terá o primeiro posto de combustível a fornecer o biodiesel no País. Segundo informações do Laboratório de Desenvolvimento de Tecnologias Limpas (Ladetel), que fabrica o combustível na universidade, o posto será construído em parceria com a Shell do Brasil e deve entrar em operação em maio.O posto terá uma bomba para abastecer utilitários com uma mistura de B30, com 30% de biodiesel e 70% de petrodiesel. Nesta sexta-feira, o reitor da USP, Adolpho José Melfi, entregou um ônibus movido com a mistura, que será utilizado em linhas internas do campus de Ribeirão Preto.15 mil litros/horaAo saber que a unidade fabricante de biodiesel da universidade tem capacidade de produzir 15 mil litros/hora, mas que só gera 10 mil litros/mês para atender a demanda dos testes, Melfi admitiuque os veículos a diesel de todos os campi da USP poderão utilizar a mistura. "É claro que nós podemos ampliar a utilização dentro da universidade, já que o interesse é desenvolver essa pesquisa", afirmou.Além do ônibus, o Ladetel/USP testará no projeto Biodiesel Brasil um modelo compacto 206 da Peugeot e o Xsara Picasso, da Citroën, que já está rodando com o combustível. O projeto testa ainda tratores da Valtra e locomotivas da América Latina Logística (ALL).

Agencia Estado,

13 de fevereiro de 2004 | 15h51

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.