Vaca clonada gera bezerra "normal", dizem cientistas

Uma vaca clonada deu à luz uma bezerra aparentemente normal, anunciou nesta semana a Universidade da Georgia. O fato está sendo usado para tentar provar que as crias de animais clonados podem produzir carne e leite normais e seguros à saúde dos consumidores.A vaca K.C. nasceu em 2002, resultante da clonagem de uma vaca premiada. Os pesquisadores da universidade afirmam que K.C. é a primeira vaca clonada a partir de um cadáver. Eles retiraram células do rim do animal, minutos após sua morte.A bezerra de K.C., que ganhou o nome Sunshine, foi gerada por inseminação artificial, segundo os métodos já considerados tradicionais. Seu nascimento animou os empresários, que vêem aí um caminho mais barato do que a clonagem pura."Natural"Os animais clonados são muito caros atualmente. No caso dos bovinos, custam de US$ 15 mil a US$ 20 mil, baixando um pouco no caso dos suínos. Em vez de multiplicar clones, a idéia é fazê-los atuar como matrizes tradicionais."Sunshine prova que isso é possível", disse Steve Stice, o pesquisador que produziu a vaca K.C. e a bezerra. "Ela nasceu naturalmente, no pasto, exatamente como um dos outros animais produzidos hoje. Levantou}se e fez tudo o que os bezerros recém-nascidos fazem.RiscosA Administração de Alimentos e Medicamentos (FDA) dos Estados Unidos está para definir se aprova ou não a carne clonada. Grupos ligados à indústria de biotecnologia e pecuária, de um lado, garantem que o consumo é seguro; organizações civis alertam, por outro lado, que os riscos à saúde humana não foram esclarecidos.Stice garante que, além de saudável, a carne de animais clonados e suas crias tem outros benefícios: "Maior qualidade e custo menor, por ser produzida com maior eficiência."Outros não estão tão convencidos. Animais clonados têm apresentado mais anormalidades em seu desenvolvimento, que lhes causam estresse, e animais estressados tendem a ter maior número de patógenos em seu organismo", diz Greg Jaffe, diretor de biotecnologia do Centro de Ciência para o Interesse Público, uma organização de defesa do consumidor."Crias de animais clonados podem apresentar menos problemas, mas é necessário pesquisar muito mais", adverte ele.

Agencia Estado,

07 de janeiro de 2005 | 12h23

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.