Vacina húngara é eficaz contra gripe aviária, diz ministro

A vacina contra a gripe aviária desenvolvida por cientistas húngaros é 100% eficaz, anunciou nesta sexta-feira o ministro da Saúde, Jeno Racz. Na quarta-feira, ele tinha anunciado que, graças à vacina desenvolvida, o sangue das pessoas e dos animais vacinados tinha produzido anticorpos e que "os resultados eram preliminares, mas que o remédio parecia eficaz em 99,9% dos casos".Agora, após receber os resultados definitivos, comprovou-se que o remédio contra o vírus H5N1 é eficaz para evitar o contágio entre animais e pessoas, revelou a agência de notícias húngara MTI.O ministro húngaro disse que, após desenvolver esta vacina, a fabricação de um remédio contra uma variante do vírus de contágio entre pessoas será muito mais simples e que em "algumas semanas" haverá resultados.Ele comentou que há um interesse internacional considerável pela vacina e mencionou países como Estados Unidos, Reino Unido, Rússia, Indonésia e Filipinas, entre outros interessados.A vacina na Hungria será gratuita, mas no exterior terá um custo de US$ 5 ou 6 por unidade. A capacidade de fabricação atualmente chega a 500 mil por semana.Vários políticos húngaros, entre eles o próprio ministro e outras 150 pessoas, foram vacinadas há três semanas com o remédio experimental contra o vírus H5N1.   leia mais sobre gripe aviária

Agencia Estado,

21 de outubro de 2005 | 13h22

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.