Vala na França pode ter restos de 400 soldados da 1ª Guerra

Arqueólogos escoceses já encontraram fragmentos e um pedaço de braço no local.

Da BBC Brasil, BBC

02 de junho de 2008 | 14h15

Arqueólogos no norte da França encontraram o que pode ser uma vala comum com centenas de soldados britânicos e australianos mortos em uma batalha da Primeira Guerra Mundial.Pesquisadores da Divisão de Arqueologia da Universidade de Glasgow, na Escócia, iniciaram uma operação para escavar o campo de batalhas em Fromelles, na esperança de encontrar soldados que foram considerados desaparecidos há 92 anos.A equipe já descobriu fragmentos de corpos, incluindo parte de um braço humano. Especialistas afirmam que a vala comum pode conter os restos de até 400 soldados.Muitos familiares de soldados que lutaram na Primeira Guerra Mundial, principalmente australianos, esperam que os arqueólogos encontrem os restos dos soldados para que eles finalmente tenham um funeral.A batalhaA batalha de Fromelles, em julho de 1916, tinha como objetivo desviar as tropas alemãs e impedir que os soldados chegassem até o campo de batalha em Somme, ao sul.Mas, devido a falhas no planejamento da batalha, a missão foi desastrosa. Apenas nas primeiras 27 horas, cerca de 2 mil soldados australianos foram mortos e, no total, mais de 7 mil soldados australianos e britânicos foram mortos, feridos ou considerados desaparecidos.Os arqueólogos escoceses examinam a área perto dos bosques onde, segundo os pesquisadores, os alemães teriam enterrado os soldados mortos em uma vala.Soldados australianos estão acompanhando as escavações enquanto a equipe de cientistas revira o solo procurando por ossos, armas e fragmentos de uniformes. Até o momento, foram encontrados restos em cinco dos oito locais de escavações."Ao examinar os fragmentos de uniformes, os especialistas podem afirmar se são britânicos ou australianos porque eles tinham botões diferentes", diz Peter Barton, historiador especialista na Primeira Guerra Mundial que participa da escavação.Se a vala comum com os 400 soldados for mesmo encontrada, os países de origem dos soldados vão decidir se haverá uma exumação e, depois, um funeral. Outra opção é deixar os soldados onde estão e construir um monumento no local.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.