Vaticano condena clonagem autorizada na Grã-Bretanha

O Vaticano criticou duramente a autorização dada na Grã-Bretanha para que uma equipe da Universidade de Newcastle faça a clonagem humana. "O Papa sempre condenou a clonagem de embriões humanos", afirmou seu porta-voz Joaquín Navarro Valls à France Presse.O porta-voz também disse que o Vaticano poderá se pronunciar oficialmente após conhecer a documentação oficial.A autorização, concedida na quarta-feira, permite que os cientistas criem embriões cujas células-tronco serão usadas para pesquisa médica.Células-tronco podem ser encontradas em adultos, mas os cientistas não acreditam que elas sejam tão versáteis quanto aquelas extraídas de embriões. "Essa é uma área de pesquisa importante. A Human Fertilization and Embryology Authority (HFEA) está aqui para assegurar que as pesquisas envolvendo embriões humanos sejam feitas de forma apropriada", disse a entidade. Este ano a Nações Unidas irá discutir se propõe ou não um tratado internacional para banir a clonagem terapêutica - que produz células-tronco a partir de embriões clonados - bem como reprodutiva, que faz bebês.

Agencia Estado,

12 de agosto de 2004 | 09h53

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.