Vazamento de navio na Ilha Grande está controlado, diz Inea

Empresa deverá ser multada pelos órgãos ambientais e pela Capitania dos Portos

Sergio Torres, de O Estado de S.Paulo

17 Dezembro 2011 | 13h41

Pelo menos 10 mil litros de óleo vazaram há três dias do navio Cidade de São Paulo, na Baía da Ilha Grande, litoral sul do Estado do Rio. Segundo a presidente do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), Marilene Ramos, o vazamento já está controlado. Operado pela empresa Modec, a embarcação é uma plataforma flutuante que atua na bacia petrolífera de Campos (Norte Fluminense).

 

O Inea sobrevoou neste sábado, 17, local do despejo, próximo à Ilha Grande, em Angra dos Reis. De acordo com nota do órgão, "o óleo está diluído e não tem mais condições de ser recolhido, motivo pelo qual será feita a dispersão mecânica" com jatos de água. O serviço ainda não começou. "As condições climáticas impediram o início do trabalho previsto no plano de contingência", acrescentou o Inea.

 

Ainda conforme o comunicado, o acidente foi provocado por falha humana na sexta-feira, 16. O navio seguia para o estaleiro Brasfels (Angra), onde passaria por serviços de manutenção. A empresa deverá ser multada pelos órgãos ambientais e pela Capitania dos Portos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.