Vegetarianos têm menor risco de sofrer de câncer, diz estudo

Nos casos de câncer no sangue, como leucemia, o risco da doença é 45% menor em quem não come carne

REUTERS

01 de julho de 2009 | 11h31

Os riscos de os vegetarianos desenvolverem câncer é 12% menor em relação ao dos consumidores de carne, e a diferença se torna mais marcante nos casos de câncer no sangue, disseram pesquisadores britânicos nesta quarta-feira, 1º.

Pesquisas anteriores já haviam mostrado ligação entre o consumo de grande quantidade de carne vermelha ou processada com uma taxa mais elevada de câncer no estômago. O novo estudo, envolvendo mais de 60.000 pessoas, realmente confirmou haver menor risco de câncer de estômago e de bexiga entre os vegetarianos.

Mas a mais notável e surpreendente diferença foi nos casos de câncer no sangue - tais como leucemia ou múltiplo mieloma e linfoma não-Hodgkin - em que o risco da doença é 45% menor em vegetarianos do que entre os consumidores de carne.

"É necessário realizar mais pesquisas para confirmar estes resultados e encontrar as causas para as diferenças", disse Tim Key, autor do estudo do Centro de Pesquisa da unidade de epidemiologia da Universidade de Oxford, na Grã-Bretanha.

Key e colegas, que publicaram seus achados no British Journal of Cancer, acompanharam 61.000 consumidores de carne e vegetarianos por mais de 12 anos, período em que 3.350 participantes receberam o diagnóstico de câncer.

O estudo investigava 20 diferentes tipos de câncer. Foi constatado que as diferenças de risco independem de outros fatores, tais como fumo, consumo de álcool e obesidade, os quais podem aumentar os riscos de uma pessoa desenvolver câncer.

(Reportagem de Ben Hirschler)

Tudo o que sabemos sobre:
CIENCIACANCERVEGETARIANOSRISCO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.